Busca no blog

Carregando...

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Resultado Oficial do VII FestCine 2016

Caxinguelê é o grande destaque do VII FestCine Barra do Piraí em 2016. O curta do Colégio Construir/Lápis de Cor levou pra casa os prêmios de Melhor Roteiro, Melhor Direção e Melhor Áudio.

 

Sucesso! Essa é a palavra que melhor define o VII Festival Internacional Estudantil de Cinema de Barra do Piraí. Realizado entre os dias 15 e 21 de maio em uma estrutura montada na Praça Nilo Peçanha, no Centro da cidade, o FestCine atraiu cerca de três mil e quinhentas pessoas durante os 7 dias do evento. Na noite da Cerimônia e Premiação e Encerramento, 21, o curta “Caxinguelê” foi o grande destaque. O filme produzido pelos alunos do Colégio Construir/Lápis de Cor foi premiado com o Troféu Dom Quixote nas categorias Melhor Áudio, Melhor Roteiro e Melhor Direção, além de receber Menção Honrosa pela fotografia. 

“Nós ficamos muito felizes com a integração e o reconhecimento dos alunos no Festival. Esse tipo de projeto incentiva os estudantes”, ressalta a diretora da escola, Maria Margareth da Silva Souza. “Alguns alunos que antes não se mostravam motivados com os estudos, começaram a participar mais. O reflexo dessa valorização da cultura dentro de sala de aula é incrível. E a gente só tem a agradecer pela oportunidade dos nossos alunos participarem.”
As exibições reuniram diariamente, entre estudantes e público em geral, cerca de quinhentas pessoas que assistiram aos curtas-metragens das vinte escolas da Mostra Competitiva Local, das 10 escolas do Brasil selecionadas para a Mostra Competitiva Nacional, além dos filmes de instituições do Irã, Argentina e Rússia que se apresentaram na Mostra Internacional.

Na Mostra Competitiva Nacional, o curta “Aí, cadê meu cartão?” da Escola Municipal Narcisa Amália, da cidade do Rio de Janeiro, recebeu o Troféu Dom Quixote na categoria Melhor Filme Nacional e o prêmio de R$ 2 mil.

A grande surpresa da noite foi o “O homem que virou filme”, do Colégio Estadual Senador Paulo Fernandes, que levou o Troféu Dom Quixote na categoria Melhor Filme Júri Técnico, apesar de não ter vencido outras categorias.
“A gente estava torcendo, mas foi uma surpresa muito grande. Quando a gente começou a fazer o filme, o professor teve que explicar pra gente o que era um documentário. O trabalho foi muito difícil, tivemos que remarcar as gravações diversas vezes, mas esse prêmio mostra que valeu muito a pena”, afirma a estudante Paloma Gonçalves Coelho, emocionada.
A festa de Premiação e Encerramento contou com a presença e participação dos artistas Marcos Reis, Leticia Tomazella, Jeniffer Setti e Dud Oliveira, do Prefeito de Barra do Piraí, Maércio de Almeida, do Secretário Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Econômico e diretor geral do Polo Audiovisual, Roberto Monzo, e do cineasta Robson Monteiro, da Produtora Audiovisual Mauá Filmes, coordenador técnico do Projeto “Luz, Câmera, Educação!” e produtor do FestCine.

No corpo de jurados: Hsu Chien Hsin, diretor e roteirista premiado; Rodrigo Rodrigues, ator, diretor e produtor residente em Londres; Kate Lyra, atriz, escritora e pesquisadora, além de Matteo D’arienzo, Carmine Tedesco e Alessandro Costantino, jurados do Giffoni Film Festival, o maior festival de cinema jovem do mundo.
“Eu fico muito feliz de ver esse tipo de inciativa entre estudantes tão jovens. Eu sou apaixonado por cinema, trabalho com isso há muito tempo, mas só tive a oportunidade de ter esse tipo de contato quando entrei na faculdade de Cinema”, conta o jurado Hsu, que recentemente dirigiu episódios das séries Pé na Cova e Sexo e as Negas, da rede Globo. “Esse tipo de trabalho tem o potencial de mudar a realidade desses alunos e eu me sinto honrado de poder julgar o trabalho deles.”
O FestCine faz parte do Projeto “Luz, Câmera, Educação!” do Polo Audiovisual de Barra do Piraí, em parceria com a Produtora Audiovisual Mauá Filmes. O Projeto, que existe desde 2009, ensina todas as etapas de produção cinematográfica a alunos do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio.
Em 2016, a Cerimônia de Abertura, 15, contou com a participação do ator Tony Ramos, Homenageado Especial pelos cinquenta e dois anos de carreira, e do diretor Ruy Guerra, que recebeu o Prêmio Mestres do Cinema. Tony Ramos protagonizou o longa “Quase Memória”, de Ruy Guerra, exibido no mesmo dia como Filme de Abertura junto ao curta-metragem do diretor Bruno Laet, “Atotô”, ambos filmados no Polo Audiovisual da cidade.

“Barra do Piraí chama a atenção por ter, além de uma boa localização entre o eixo Rio - São Paulo, os cenários perfeitos para diversos tipos de locações. Aqui nós temos casarões históricos do século XIX, fazendas ao ar livre que permitem gravações sem a necessidade dos produtores recorrerem a estúdios. E isso gera economia pra eles”, explica o diretor do Polo Audiovisual, Roberto Monzo. “A gente quer trabalhar com uma indústria criativa, que movimente a economia da cidade e transforme Barra do Piraí na cidade do Audiovisual. Nós já temos tudo encaminhado para construir uma Escola Livre de Cinema na cidade e isso faz parte de um trabalho que a gente realiza aqui, hoje, pensando no futuro.”
 
 
 ___________________________________

Resultado Oficial da Premiação do VII FestCine 2016

 

Melhor Áudio

  • 1º lugar, Troféu Dom Quixote: Caxinguelê (Colégio Construir/Lapis de Cor)
  • 2º lugar: O depois é agora (Ciep 310 Prof. Alice Aiex)
  • 3º lugar: O homem que virou filme (Colégio Estadual Senador Paulo Fernandes)
Indicados: Luz no túnel (Escola Municipal Cortines Cerqueira) e O Aluno do ano (Colégio Estadual Adelino Terra) 
 

Melhor Arte

  • 1º lugar, Troféu Dom Quixote: Nos bastidores do amor (Colégio Estadual Dr. Alvaro Rocha)
  • 2º lugar: O homem que virou filme (Colégio Estadual Senador Paulo Fernandes)
  • 3º lugar: O depois é agora (Ciep 310 Prof. Alice Aiex)
Indicados: Caxinguelê (Colégio Construir/Lápis de Cor) e Luz no túnel (Escola Municipal Cortines Cerqueira) 

Melhor Roteiro

  • 1º lugar, Troféu Dom Quixote: Caxinguelê (Colégio Construir/Lapis de Cor)
  • 2º lugar: Nos bastidores do amor (Colégio Estadual Dr. Alvaro Rocha)
  • 3º lugar: O homem que virou filme (Colégio Estadual Senador Paulo Fernandes)
Indicados: Amor e Fúria (Colégio Estadual Nilo Peçanha) e Luz no túnel (Escola Municipal Cortines Cerqueira) 

Melhor Direção

  • 1º lugar, Troféu Dom Quixote: Caxinguelê (Colégio Construir/Lapis de Cor)
  • 2º lugar: Nos bastidores do amor (Colégio Estadual Dr. Alvaro Rocha)
  • 3º lugar: O homem que virou filme (Colégio Estadual Senador Paulo Fernandes)
Indicados: Do jeito que eu sempre vi (APAE) e Luz no túnel (Escola Municipal Cortines Cerqueira) 

Melhor Ator

  • 1º lugar, Troféu Dom Quixote: Lucio Teixeira, pelo filme Do jeito que eu sempre vi (APAE)
  • 2º lugar: Thauan dos Santos, pelo filme Amor e fúria (Colégio Estadual Nilo Peçanha)
  • 3º lugar: Weverton de Leon, pelo filme Iguais (Pestalozzi)
Indicados: Evandro Augusto da Silva Felipe, pelo filme Luz no túnel (Escola Municipal Cortines Cerqueira) e Thauan Alves Pereira, pelo filme Nos bastidores do amor (Colégio Estadual Dr. Alvaro Rocha) 

Melhor Atriz

  • 1º lugar, Troféu Dom Quixote: Evelyn Mayrink, pelo filme Amor e fúria (Colégio Estadual Nilo Peçanha)
  • 2º lugar: Alessandra Amaral Soares, pelo filme O aluno do ano (Colégio Estadual Adelino Terra)
  • 3º lugar: Michelly da Silva Barbosa, pelo filme A lição do brincar (Ciep 428 Municipal Mariana Coelho)
Indicadas: Elsa Maia Arêdes, pelo filme Eu vi seu nome escrito (Escola Municipal Marieta Vasconcelos) e Lurdinha Nogueira, pelo filme Caxinguelê (Colégio Construir/Lápis de Cor) 

Melhor Filme Júri Popular

  • 1º lugar, Troféu Dom Quixote: Amor e fúria (Colégio Estadual Nilo Peçanha)
  • 2º lugar: Guerreiros (Colégio Estadual Prof. Maia Vinagre)
  • 3º lugar: Do jeito que eu sempre vi (APAE)

 

Melhor Filme

  • 1º lugar, Prêmio Dom Quixote: O homem que virou filme (Colégio Estadual Senador Paulo Fernandes)
  • 2º lugar: Caxinguelê (Colégio Construir/Lápis de Cor)
  • 3º lugar: Nos bastidores do amor (Colégio Estadual Dr. Álvaro Rocha)
Indicados: Amor e fúria (Colégio Estadual Nilo Peçanha) e Luz no túnel (Escola Municipal Cortines Cerqueira)

Melhor Filme Nacional

  • Aí, Cadê Meu Cartão? (E. M. Narcisa Amália – Rio de Janeiro/RJ)

Menção Honrosa

  • Caxinguelê (Colégio Construir/Lápis de Cor) - pela fotografia.

domingo, 1 de maio de 2016

Programação do VII Festival Internacional Estudantil de Cinema de Barra do Piraí

Programação do VII Festival Internacional Estudantil de Cinema de Barra do Piraí*:






*Programação completa abaixo:

____________________________

VII FESTIVAL INTERNACIONAL ESTUDANTIL DE CINEMA DE BARRA DO PIRAÍ
PROGRAMAÇÃO OFICIAL

PRAÇA NILO PEÇANHA 

15 de Maio – Domingo – 19h

  • Cerimônia de Abertura
  • Homenagem a Tony Ramos
  • Exibição do curta-metragem “Atotô”, Kinossaurus Filmes, Direção Bruno Laet (Filmado no Polo Audiovisual de Barra do Piraí) 
  • Exibição do longa-metragem “Quase Memória”, Kinossaurus Filmes, Direção Ruy Guerra (Filmado no Polo Audiovisual de Barra do Piraí) 

16 de Maio – Segunda-Feira – 19h


Mostra Internacional

  • O Som da Estrada (Oficina Barzan Rostami – Irã) 
Mostra Competitiva Nacional
  • Aí, Cadê Meu Cartão? (E. M. Narcisa Amália – Rio de Janeiro/RJ) 
  • Cabeça Forte (E. M. Monteiro Lobato – Rio de Janeiro/RJ)
Mostra Competitiva Local
  • Bem que eu avisei (Escola Estadual Municipalizada Prof. Maria de Nazareth) 
  • A lição de brincar (Ciep 428 Municipal Mariana Coelho) 
  • O homem que virou filme (Colégio Estadual Senador Paulo Fernandes) 
  • Nos bastidores do amor (Colégio Estadual Dr. Alvaro Rocha) 

17 de Maio - Terça-Feira – 19h

Mostra Internacional
  • Qual é o seu talento (Oficina Barzan Rostami – Irã)
Mostra Competitiva Nacional 
  • Dizem por aí (E. M. Comunidade de Vargem Grande – Rio de Janeiro/RJ) 
  • Partiu Festa (E. M. Comunidade de Vargem Grande – Rio de Janeiro/RJ) 
Mostra Competitiva Local
  • O depois é agora (Ciep 310 Prof. Alice Aiex) 
  • Escravos de Jó (Escola Municipal Conde Modesto Leal) 
  • Surpresa relâmpago (CIEP 287 Angelina T. Netto Sym) 
  • Solange (Colégio Estadual Joaquim de Macedo) 

18 de Maio – Quarta-Feira – 19h

Mostra Internacional 
  • Meu Eu (Oficina Barzan Rostami – Irã) 
Mostra Competitiva Nacional
  • Redes Sociais (E. M. Professora Márcia Francesconi Pereira – Cabo Frio/RJ) 
  • O Maior Idiota do Mundo (Instituto Estadual Mathilde Zatar – Sapiranga/RS) 
Mostra Competitiva Local
  • Do jeito que eu sempre vi (APAE) 
  • Luz no túnel (Escola Municipal Cortines Cerqueira) 
  • O aluno do ano (Colégio Estadual Adelino Terra) 
  • A decisão é sua (Colégio Cenecista Prof. José Costa) 

19 de Maio – Quinta-Feira – 19h

Mostra Internacional 
  • Alê matou um homem (Fundación Universidad del Cine - Argentina) 
Mostra Competitiva Nacional
  • A Mochila Mágica (EMEF Cel. Aparicio Borges – Alvorada/RS) 
  • Quando 16 (EMEF Emília de Oliveira – Alvorada/RS) 
Mostra Competitiva Local
  • Iguais (Pestalozzi) 
  • Eu vi seu nome escrito (Escola Municipal Marieta Vasconcelos) 
  • Guerreiros (Colégio Estadual Prof. Maia Vinagre) 
  • Doce ilusão (Colégio Estadual Barão do Rio Bonito) 

20 de Maio – Sexta-Feira – 19h

Mostra Internacional
  • Lembranças de Verão (Oficina S. A. Solovyov V. D. Rubinchik - Rússia) 
Mostra Competitiva Nacional
  • R(e)spost(a)s (EMEF Antonio Godoy – Alvorada/RS) 
  • Alguém com quem conversar (Colégio Estadual Augusto Meyer – Guaíba/RS) 
Mostra Competitiva Local
  • Bestêro (Escola Municipal São José do Turvo) 
  • Nem tudo são flores (Ciep 284 Nelly de Toledo Rocha) 
  • Caxinguelê (Colégio Construir/Lapis de Cor) 
  • Amor e fúria (Colégio Estadual Nilo Peçanha) 

21 de Maio – Sábado – 19h

  • Cerimônia de Encerramento e Premiação 

____________________________

SEMINÁRIOS

 18/05 – QUARTA – 16h 

Painel:
“Cidades Criativas: Desenvolvimento e Qualidade de Vida”

Participantes:
  • Heliana Marinho (Coordenadora de Economia Criativa do Sebrae/RJ) 
  • Gabriel Pinto (Chefe da Divisão de Desenvolvimento Setorial – Programa Indústria Criativa – FIRJAN) 
  • Marcos André (Assessor Especial – Rio Criativo – Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro) 

 19/05 – QUINTA– 16h 

Palestra:
“Novas Tecnologias do Audiovisual”

Palestrante:
  • André Scucato (Professor, Escritor,  Cinegrafista, Editor e Diretor cinematográfico.  É analista técnico de audiovisual da FIRJAN)

Local: Auditório da Associação Comercial e Empresaria de Barra do Piraí (Rua Dr. Morais Barbosa, nº 56 – Centro)

____________________________

OFICINAS

17/05 a 19/05 – 09h às 13h e 14h às18h


Caravana Rio Criativo (Secretaria Estadual de Cultura)
Temas*:
  • Leis de Incentivo - foco Audiovisual 
  • Elaboração de Projetos - foco Audiovisual 
  • Desenvolvimento e financiamento de projetos audiovisuais 
  • Criação de Webseries e Mercado 
  • Orçamento e Prestação de Contas 
  • Ministrantes: Diversos
*Consultorias Especializadas nos Temas das Oficinas (Necessário agendamento) 
____________________________

Mesa de Abertura

17/05 – 9:30h (Presença da Secretária Estadual de Cultura, Eva Doris) 

Tema:

Conteúdo e inovação: novas formas de comunicação com um novo consumidor

Com Marcos Ferreira, da MobContent

Local: Auditório da Secretaria Municipal de Educação (Rua Tiradentes, 122 – Centro)

____________________________

*Informações e inscrições:Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Econômico Rua Lúcio de Mendonça, 24/304, Centro, Barra do Piraí Telefone: (24) 2443-8210 

quinta-feira, 31 de março de 2016

Filmes selecionados para a Mostra Competitiva Nacional

A Mochila Mágica
EMEF Cel. Aparício Borges
Alvorada - RS

Aí, Cadê meu Cartão?
E. M. Narcisa Amália
Rio de Janeiro - RJ

Alguém com quem Conversar
Colégio Estadual Augusto Meyer
Guaíba - RS

Cabeça Forte
E. M. Monteiro Lobato
Rio de Janeiro - RJ

Dizem por Aí
E. M. Comunidade de Vargem Grande
Rio de Janeiro - RJ

O Maior Idiota do Mundo
Instituto Estadual Mathilde Zatar
Sapiranga - RS

Partiu Festa
E. M. Comunidade de Vargem Grande
Rio de Janeiro - RJ

Quando 16
EMEF Emília de Oliveira
Alvorada - RS

Redes Sociais
E. M. Professora Márcia Francesconi Pereira
Cabo Frio - RJ

R(e)spost(a)s
EMEF Antonio de Godoy
Alvorada - RS

Acompanhe em: www.festcineestudantil.com.br

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Resultado Oficial do VI FestCine Barra do Piraí




Mostra Competitiva Nacional


DEZESSEIS – Colégio Estadual Augusto Meyer

Guaíba/RS



Mostra Competitiva Local


MELHOR ÁUDIO


1. O MISTÉRIO DE ANNA – Escola Municipal Professor Arlindo Rodrigues – Oficina Velha

2. ERA MAIS UMA VEZ – Colégio Estadual Adelino Terra – Ipiabas

3. O PERFUME – Colégio Dr. Estadual Álvaro Rocha – Carvão 

Indicados: BOOM – Colégio Estadual Professor José Antônio Maia Vinagre – Maracanã
DOM – Colégio Estadual Barão do Rio Bonito – Centro


MELHOR ARTE


1. ERA MAIS UMA VEZ – Colégio Estadual Adelino Terra – Ipiabas

2. O PERFUME – Colégio Dr. Estadual Álvaro Rocha – Carvão

3. OUTRA VIDA – APAE – Vila Suiça 

Indicados: DOM – Colégio Estadual Barão do Rio Bonito – Centro
O MISTÉRIO DE ANNA – Escola Municipal Professor Arlindo Rodrigues – Oficina Velha


MELHOR ROTEIRO


1. O PERFUME – Colégio Dr. Estadual Álvaro Rocha – Carvão

2. ERA MAIS UMA VEZ – Colégio Estadual Adelino Terra – Ipiabas

3. OUTRA VIDA – APAE – Vila Suiça 

Indicados: BOOM – Colégio Estadual Professor José Antônio Maia Vinagre – Maracanã
DOM – Colégio Estadual Barão do Rio Bonito – Centro


MELHOR DIREÇÃO


1. ERA MAIS UMA VEZ – Colégio Estadual Adelino Terra – Ipiabas

2. O PERFUME – Colégio Dr. Estadual Álvaro Rocha – Carvão

3. BOOM – Colégio Estadual Professor José Antônio Maia Vinagre – Maracanã 

Indicados: DOM – Colégio Estadual Barão do Rio Bonito – Centro
O MISTÉRIO DE ANNA – Escola Municipal Professor Arlindo Rodrigues – Oficina Velha


MELHOR ATRIZ


1. EVENLYN PEREIRA

Filme: LEMBRA DE MIM? – Colégio Estadual Nilo Peçanha – Oficina Velha

2. EDUARDA DE CARVALHO

Filme: DOM – Colégio Estadual Barão do Rio Bonito – Centro

3. CARLA CAPPATO

Filme: CAMPEÃO, VENCEDOR – Colégio Cenecista Professor José Costa – Oficina Velha


Indicados: CAMILE FARIAS - Filme: ERA MAIS UMA VEZ – Colégio Estadual Adelino Terra – Ipiabas

MICHELE ASSUNÇÃO - Filme: ON – Escola SESI – Belvedere


MENÇÃO HONROSA ATRIZ

CREUZA CORREA DE MELLO 

Filme: OUTRA VIDA – APAE – Vila Suiça


MELHOR ATOR


1. JOÃO PEDRO BARBOSA

Filme: O MISTÉRIO DE ANNA – Escola Municipal Professor Arlindo Rodrigues – Oficina 

Velha

2. ANDERSON ALVES

Filme: ERA MAIS UMA VEZ – Colégio Estadual Adelino Terra – Ipiabas

3. EVANDRO LEAL

Filme: ON – Escola SESI – Belvedere


Indicados: YURI GUIMARÃES - Filme: DOM – Colégio Estadual Barão do Rio Bonito – Centro

MARCELO CAROLINO ROSA - Filme: BOOM – Colégio Estadual Professor José Antônio Maia Vinagre – Maracanã


MELHOR FILME – JÚRI POPULAR


1. LEMBRA DE MIM? – Colégio Estadual Nilo Peçanha – Oficina Velha

2. 2000 & SEM – Colégio Estadual Joaquim de Macedo – Centro

3. O MISTÉRIO DE ANNA – Escola Municipal Professor Arlindo Rodrigues – Oficina Velha 


MELHOR FILME


1. O PERFUME – Colégio Dr. Estadual Álvaro Rocha – Carvão

2. ERA MAIS UMA VEZ – Colégio Estadual Adelino Terra – Ipiabas

3. DOM – Colégio Estadual Barão do Rio Bonito – Centro

Indicados: BOOM – Colégio Estadual Professor José Antônio Maia Vinagre – Maracanã
O MISTÉRIO DE ANNA – Escola Municipal Professor Arlindo Rodrigues – Oficina Velha

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Artigo de Roberto Monzo Filho: Cinema e transformação - Opinião - Jornal O Dia


Roberto Monzo Filho

Cinema e transformação

O Brasil tornou-se uma potência em futebol por ter um campo em cada esquina. Seremos uma potência em cinema quando tivermos uma oficina em cada escola

Jornal O DIA

Rio - Em 2009 iniciávamos um movimento em Barra do Piraí: as primeiras ações do recém-criado Polo Audiovisual foram a atração de uma produção (‘Cinco Vezes Machado’, de Jom Tob Azulay, minissérie exibida no Canal Brasil), a criação da Film Commission e a implantação do projeto ‘Luz, Câmera, Educação!’, seu braço educacional. Este último foi pensado com o objetivo de disseminar a cultura do audiovisual de forma a envolver toda a sociedade a partir da base, os jovens. Era estratégia de sustentabilidade, que pudesse garantir a continuidade do Polo independentemente de mudanças na política local. 
Através do projeto, estudantes a partir do 6º ano do Ensino Fundamental aprendem todo o processo de produção de um filme e, ao fim, produzem curta-metragem de ficção. Os filmes produzidos participam do Festival Internacional Estudantil de Cinema de Barra do Piraí, onde competem em oito categorias. O Festival conta ainda com a Mostra Competitiva Nacional, recebendo inscrições de escolas de todo o Brasil e selecionando os 10 finalistas ao prêmio de Melhor Filme Estudantil Nacional. 
Com essas e outras ações, Barra do Piraí quer ser conhecida como a Cidade do Audiovisual. Juntos, o ‘Luz, Câmera, Educação!’ e o Festival vêm transformando a vida dos jovens e construindo uma nova cidade. O projeto vem se mostrando poderosa ferramenta de transformação social e ainda por cima traz uma grande contribuição para o cinema nacional, na medida em que forma plateia e revela talentos. Por essa razão, ele pode e deve ser replicado em todo o país.

O Brasil tornou-se uma potência em futebol por ter um campo em cada esquina. Seremos uma potência em cinema quando tivermos uma oficina em cada escola. E não há nada mais poderoso do que o audiovisual para transmitir valores. Quanto do patriotismo americano podemos atribuir ao cinema? Como o ‘american way of life’ foi disseminado em várias partes do mundo? Cinema é também questão de soberania nacional.

Roberto Monzo Filho é secr. de Trabalho e Desenv. Econ. de Barra do Piraí